História

Definição: Autodaf

[ad_1]

“Toupictionary”: o dicionário da política

“Temo a fé, ela leva a ações. Os” autodafs “…”
Jean Rostand – Pensamentos de um biólogo, 1939

Definição de autodaf

Etimologia : do português auto da f, ato de fé, depois julgamento sobre questões de fé, do latim notícias fidei.

UMA autodaf ou auto-da-f é um cerimônia expiatória pela qual a Inquisição fez executar julgamentos, em particular pela destruição de pessoas ou objetos pelo fogo.

Autodafs ocorreram principalmente em Espanha ou Portugal no final do século 15, especialmente no século 16 e até o início do século 19, visando judeus ímpios, falsamente convertidos, hereges ou qualquer pessoa considerada culpada de ter violado leis religiosas. Organizadas pela Igreja Católica Romana, as autodafes eram cerimônias realizadas com grande solenidade e grande pompa, onde os condenados avançavam em procissão, até o béquer e eram executadas após o sermão, se essa fosse a sentença.

Por extensão, um auto-ataque é o ato de destruir com fogo livros ou bibliotecas, condenados ou considerados sediciosos ou perigosos pelo regime ou pela autoridade que o ordena.

Exemplos:

  • autodaf da Biblioteca de Alexandria pelo Bispo Thodosius em 391.
  • autodaf de todos os documentos na escrita maia em 1562.
  • autodafs de obras dissidentes ou cujos autores eram judeus ou comunistas, pelo regime nazista em 1933,
  • autodafs de livros da Universidade de Madrid pela falange franquista em abril de 1939,
  • Autodafs de livros e bibliotecas raros do Talibã no Afeganistão entre 1998 e 2001.

Casa

Dicionário

Topo da página

[ad_2]

Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo