História

Definição: Regulação autônoma

[ad_1]

“Toupictionary”: o dicionário da política

Poder regulatório autônomo

Definição de regulação autônoma

Na lei constitucional francesa, o regulação autônoma é um regulamento adotado espontaneamente pelo governo em um assunto que não seja aquele reservado por lei. Ele encontra sua base noartigo 37 da Constituição da Quinta República, que alarga as competências do Governo em relação à Terceira e Quarta República, conferindo-lhe a possibilidade de tomar decisões regulamentares com autonomia. Nós estamos falando sobre poder regulador autônomo.

“As matérias que não sejam do domínio da lei (*) têm carácter regulatório.
Os textos legislativos nestas matérias podem ser modificados por decretos adotados após consulta ao Conselho de Estado. Os destes textos que interviriam após a entrada em vigor da presente Constituição não podem ser modificados por decreto, a menos que o Conselho Constitucional tenha declarado que têm carácter regulamentar por força do número anterior. ”
(Artigo 37 da Constituição)
(*) O campo da lei encontra-se detalhado no artigo 34.

A regulação autônoma se opõe a regulamentos de aplicação ou execução de uma lei que é exigida pela aplicação da lei em que se baseia. Os regulamentos autônomos estão sujeitos a apelação perante o juiz administrativo que pode controlar seus está em conformidade com a Constituição e recursos internacionais.

Uma vez que uma base mais forte do que um texto regulatório pode ser mais vantajosa politicamente, os textos legislativos tendem a ser preferidos às regulações autônomas.


Casa

Dicionário

Topo da página

[ad_2]

Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo