Últimas Notícias

Alan Canfora, ferido no estado de Kent, morre aos 71 anos

Uma análise forense do arquivo de áudio encomendado pelo The Plain Dealer Cleveland confirmou que uma voz na gravação era a de alguém no comando da Guarda Nacional, “Fire!” O jornal disse que tal ordem refutou a sugestão de que a Guarda tivesse começado a atirar nos estudantes, a maioria deles a centenas de metros de distância, devido ao pânico.

Usando o arquivo de áudio e outras evidências corroborantes, o Sr. Canfora esperava persuadir o Departamento de Justiça a abrir uma investigação. Mas o departamento recusou, dizendo que o áudio era inconclusivo.

O zelo de Canfora às vezes incomodava as pessoas.

“Sua paixão resultou em uma reação dos apologistas da Guarda e demissões insensíveis de muitos na mídia local, que o aconselharam a ‘encontrar uma vida'”, disse Backderf em seu post no Facebook.

Mas ele não iria “seguir em frente”, acrescentou Backderf, “até que a verdade fosse revelada”.

Alan Michael Canfora nasceu em 13 de fevereiro de 1949, em Barberton, no nordeste de Ohio. Sua mãe, Anna (Minarik) Canfora, era dona de casa e tinha quatro filhos. Seu pai, Albert John Canfora, ele era um trabalhador aeroespacial na Goodyear Aircraft. Ele também foi um administrador sindical e organizador do United Auto Workers e um antigo conselheiro municipal de Barberton; uma inspiração, Canfora disse, para o engajamento cívico de seu irmão.

Alan obteve seu BA em Estudos Gerais em 1972 e seu MA em Biblioteconomia, também na Kent State, em 1980.

Ele conheceu Anastasia Mamedova em uma reunião do Grupo de Trabalho em 4 de maio de 2009 e eles se casaram em 2010.

Além de sua esposa e irmã, sua mãe sobreviveu a ele, assim como sua filha, Maya; seu filho, Lev; e seus irmãos, Albert Jr. e Mark. Seu pai morreu em 2018.

Muitos dos nove feridos no estado de Kent formaram amizades para toda a vida nas décadas seguintes. Para o 50º aniversário, dois deles morreram.

Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo